top of page

Repudiamos mais um crime de ódio!


Jessé Lopes é o deputado que adora fazer pose de lutador de MMA com cara de mau e se apresenta como dentista – que atacou o IFC Campus São Francisco do Sul. A razão do seu ataque criminoso foi porque no dia 29 de março, no âmbito das celebrações do dia internacional da mulher e comemorado em 8 de março, o IFC promoveu uma roda de conversa com o tema “Para você, o que significa ser mulher hoje?” e convidou – no espírito inclusivo que lhe cabe – três mulheres, uma delas sendo uma mulher trans. Aliás, entre os princípios do IFC consta: “Proporcionar educação profissional, atuando em ensino, pesquisa e extensão comprometidos com a formação cidadã, a inclusão social e o desenvolvimento regional”.

Tivesse alguma luz e fosse o tosco deputado capaz de articular alguma ideia de interesse público, poderia ter sido ele também convidado a compor a mesa. Mas sua especialidade não é pensar ou refletir sobre o mundo no qual vive, não! Seu esporte favorito é agredir, diminuir, atacar destilando ódio e ignorância. Mas estamos aqui para lembrá-lo que transfobia é crime conforme estabeleceu em 2019 o Supremo Tribunal Federal que, na Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO 26), decidiu que a transfobia deve ser enquadrada pela Lei de Racismo, Lei Nº 7.716/89.

Medidas judiciais cabíveis estão sendo estudadas. Abaixo os crimes de ódio!

Movimento Humaniza SC

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page